quinta-feira, 6 de abril de 2017

Giro, giro...

Era ver a malta a meter a bandeira Síria nos perfis de FB.

Ah, esqueçam. Não estão na Europa, não tem o mesmo valor...

quarta-feira, 5 de abril de 2017

sexta-feira, 31 de março de 2017

Estava a ver as notícias

Um grande bem haja aos labregos que acham giro não vacinar os filhos contra coisas como o sarampo. A sério. Não arranjem um cérebro não.

quinta-feira, 2 de março de 2017

Ai que parece que o meu puto é levado da breca

Pelos vistos, filho de peixe sabe mesmo nadar...

*creio que é nestas alturas que damos, mesmo (assim à séria), valor à nossa mãe (e sogra).

Não sei é se os serviços judiciais dariam vazão...

Por vezes gostava que ter o conceito de "citizen's arrest", nem que fosse só por um dia.

*serei só eu que me deparo com "azelhas" no trânsito, que venho a verificar entretanto que estão a manusear o telemóvel??!

quarta-feira, 1 de março de 2017

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Ainda sobre o post anterior, mas não só

É só a mim que irrita de sobremaneira o uso ultra, hiper, mega excessivo dos telemóveis em tudo quanto é evento?? (Creio que já falei nisto por causa dos concertos, mas não me apetece ir procurar o post agora)

Aqui há dias fui ver a exposição Tesouros do Egipto, no Pavilhão de Portugal. Fonix, acho que não houve uma alminha que não tivesse tirado umas 50 fotos.

Porra é  que ainda por cima ficam ali a empatar o caminho e o acesso a quem quer, efectivamente, ver as coisas.
Uma foto ainda é naquela, mas fazer toda uma foto reportagem da visita...vamos lá  a ter juízo pessoas.

Dúvidas

Honestamente, por vezes não sei como é que certas pessoas conseguiam viver antes do FB.

Com quem partilhariam todos os "peidinhos" que dão?

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Oxigénio procura-se

Ainda não é desta que a xafarica encerra. Bem sei que pouco interessa, mas interessa-me a mim e isso é quanto basta.

A vida não tem sido muito gentil. Mas como em tudo, é sempre uma questão relativa. O estar vento ou não, por vezes, depende apenas do lado da estrada em que se está.

Andei arredada dos blogues. Não tinha paciência, não tinha espírito e muito menos vontade. Por vezes também não tinha muito tempo, verdade seja dita.

Mas voltei. Voltei a ter vontade de escrever as minhas merdas, fazendo sempre jus ao nome do blog.
O blog é meu, são as minhas merdas. Por vezes também são as merdas dos outros, que o que não falta prái são merdas feitas por tantos (umas boas, outras nem por isso) e  merdas de pessoas (também abundam).

Regressei do mundo dos mortos dos blogues (sim já sei, há sempre quem preferisse que eu por lá me mantivesse...para esses, um grande abraço e um baldinho daqueles!).

Deparo-me com blogues encerrados. Um voltou, felizmente! Saravá pipinha, que tanta falta me fazias. Outro continua M.I.A, sim Uva, és tu. Volta por favor que me fazes cá muita falta.
Outros continuam no mesmo registo, uns em bom, outros nem tanto...

Bem, mas cá estou. Viva e de boa saúde (física, que a mental...tem dias) mas a precisar de muito oxigénio...puro.

domingo, 8 de janeiro de 2017

This is life

Tentamos exorcizar os nossos demónios, mas eles estão sempre cá.

O truque é pensar que na realidade não são demónios, são partes de nós que estão cá para nos acompanhar...